Loading...

Air Canada

NATHALIA MOLINA DÁ DICAS SOBRE BANFF E LAKE LOUISE





A jornalista Nathalia Molina visitou a região de Banff e Lake Louise agora em janeiro de 2022 e, como todos que chegam por lá, ficou encantada com o que viu. Muita beleza natural, estrutura de alto padrão, paisagens de tirar o fôlego, astral elevado e diversas opções de lazer. Nathalia conheceu o destino na temporada de inverno, quando os esportes e outras atividades da estação fria estão em alta, com os lagos congelados e o cenário quase todo coberto pela neve. Mas a região também é linda e cheia de atrações nas outras estações do ano. Atividade não falta por lá na primavera, no verão e no outono, quando os lagos azuis que enfeitam o cenário iluminam toda a paisagem.

1. Newsletter AC: Como foi a sua viagem até Banff/Lake Louise? O voo com a Air Canada e o caminho até as Montanhas Rochosas a partir de Calgary?

Nathalia Molina: O voo de São Paulo para Toronto foi tranquilo. Assisti ao filme Julie & Julia, tomando um tinto francês, e dormi. Peguei a conexão para Calgary de manhã. O traslado até Lake Louise é feito por terra e dura em torno de uma hora e meia. Pelo caminho você já vai apreciando as Montanhas Rochosas, que aparecem dos dois lados da estrada.

2. Newsletter AC: Qual foi a impacto de chegar na região e encontrar um cenário tão exuberante?

Nathalia Molina: Eu já tinha ficado impressionada com a beleza das Rochosas nas duas vezes em que estive em Jasper, uma delas dormindo no parque nacional de lá. A região de Banff e Lake Louise, também dentro de um parque nacional e cercada por montanhas, é de uma beleza absurda. Já entrou para a lista de lugares mais bonitos que visitei na vida.

3. Newsletter AC: Quais os três passeios que você considera imperdíveis nesta região?

Nathalia Molina: Os passeios mudam conforme a época do ano. Em qualquer período, vale subir a gôndola em Banff para ver as montanhas do alto. No verão, há tours para os lagos e para Columbia Icefield, a maior geleira das Rochosas canadenses. Agora no inverno dá para praticar esportes de neve, como esqui, snowboard ou snowshoeing.

4. Newsletter AC: Quais as atividades que você indica nesta região para os que não são adeptos dos esportes de neve?

Nathalia Molina: Mesmo para quem faz esportes de neve, é possível aproveitar outras atividades relacionadas ao bem estar. Hotéis como o Fairmont Banff Springs e o Fairmont Château Lake Louise têm spa com tratamentos relaxantes e uma boa área molhada. Na cidadezinha de Banff, também há charmosas casas de chá.

5. Newsletter AC: O que mais te impressionou na região em termos de estrutura e beleza natural?

Nathalia Molina: Foi lindo ver as Montanhas Rochosas com neve. É uma paisagem inesquecível. Em termos de estrutura, apesar de Banff ser uma pequena vila, há hotéis, restaurantes, bares e cafés. É possível ter a sensação de estar isolado na natureza, quando se parte da cidade para os pontos das atrações, mas voltar depois para um ambiente confortável para estar pronto para o dia seguinte.

6. Newsletter AC: Você se hospedou no Chateau Lake Louise, da rede Fairmont, que é um dos ícones do local. Qual a dica que você gostaria de dividir com quem for se hospedar no hotel ou quiser apenas visitar?

Nathalia Molina: O conjunto da natureza com o hotel é lindíssimo. O Fairmont fica diante das montanhas e de um lago, que congela no inverno. Hospedado ou não, o viajante pode ir até lá para apreciar a paisagem e praticar esportes de neve. Há aluguel de patins, snowshoe (para botar embaixo da bota e caminhar no gelo) e equipamento para esqui de fundo (cross-country).

7. Newsletter AC: O que não pode ficar de fora da mala para uma viagem como esta?

Nathalia Molina: No inverno, é fundamental uma boa bota de neve e um casaco impermeável com forro. Além disso, a mala deve conter: meias, camisetas e leggings térmicas; protetor de orelha, gorro e luvas grossas; cachecol ou gola térmica; e protetor labial e solar, óculos escuros e creme hidratante.

8. Newsletter AC: O que você aconselha para um brasileiro que vai visitar a região pela primeira vez? Quantos dias você sugere para esta viagem?

Nathalia Molina: Acho ideal dividir a hospedagem entre Banff e Lake Louise porque ir de um ponto a outro leva uns 45 minutos e não há tantos ônibus por dia no inverno. Para aproveitar os dois, dá para se hospedar três dias em Banff para curtir a vilinha e fazer passeios, já que os tours das empresas partem de lá. Depois, o viajante fica uns dois dias em Lake Louise na neve e na montanha. Ali fica o Lake Louise Ski Resort, maior estação de esqui da região.

9. Newsletter AC: Em termos de compras, você tem alguma sugestão?

Nathalia Molina: Como todo lugar de montanha, há diversas lojinhas de chocolate. Eu comprei barrinhas, mas elas vendem também fudges de diferentes sabores. E tem as famosas bear paws (patas de urso), nas quais castanhas de caju fazem o desenho das unhas do animal sobre o chocolate. Também vale a pena olhar camisetas e meias, muitas delas divertidas, com temática de montanha.

10. Newsletter AC: Como foi essa experiência?

Nathalia Molina: Foi uma experiência memorável. Ainda mais pela oportunidade de ficar hospedada no icônico Fairmont Château Lake Louise: poder ver a montanha pela janela do quarto; fazer snowshoeing no parque nacional; e comer fondue olhando o castelinho de gelo e a pista de patinação.





Central de Vendas e Reservas Air Canada
No Brasil: 0800-591-8842
Na América do Norte: 1-888-247-2262
SAC - Serviço de Atendimento ao Consumidor Air Canada
No Brasil: 0800-770-9250